Universidade Federal do Pará

Centro Especializado em Segurança Alimentar e Nutricional - CESAN

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
E-mail Imprimir PDF

VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL INDÍGENA


LOCAL DE EXECUÇÃO

Nome do Local: Fundação Nacional de Saúde - FUNASA

Responsável pelo Local: Dnair Marques de Oliveira

Endereço: Av. Visconde de Souza Franco, 616.

Bairro: Reduto

CEP: 66.070-180


APRESENTAÇÃO

A vigilância alimentar e nutricional indígena é caracterizada por uma prática de realização do diagnóstico e acompanhamento do estado nutricional em populações indígenas, para que se conheçam os agravos nutricionais nesta população com intuito de propor medidas, sejam políticas e/ou ações eficazes para todos ou para os grupos de maior risco, visando a melhoria da qualidade de vida dessa população.

Na população indígena, como na população brasileira e mundial, problemas nutricionais são bastante prevalentes diferindo conforme o estágio epidemiológico em que cada povo se encontra (transição nutricional). Entende-se por problemas nutricionais as doenças como desnutrição, obesidade, diabetes, hipertensão, anemia, hipovitaminoses, osteoporose, entre outras.


OBJETIVOS

Geral: Apoiar as ações de vigilância alimentar e nutricional desenvolvidas pela Fundação Nacional de Saúde para povos indígenas.


Específicos:

- Participar das atividades de supervisão e monitoramento das ações de vigilância alimentar e nutricional por meio do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), Programa Nacional de Suplementação de Ferro (PNSF) e HIPERDIA;

- Contribuir na organização de encontros com técnicos responsáveis pelo SISVAN indígena;

- Elaborar material educativo para capacitações no SISVAN e Aleitamento Materno Exclusivo para Agentes Indígenas de Saúde;

- Promover a educação alimentar e nutricional para beneficiários de Cestas de Alimentos;

- Desenvolver atividades para a implantação do Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno (PROAME).


LOCAL DE ESTÁGIO

A FUNASA é gestora do Subsistema de Saúde Indígena, na estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS), onde tem como projeto estratégico o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) Indígena. Este é destinado a conhecer e monitorar as situações alimentar e nutricional das crianças menores que cinco anos e gestantes (prioritariamente) no âmbito dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Essa atitude visa designar grupos/áreas prioritários, assim como padronizar e aperfeiçoar a coleta, processamento, análise, interpretação e divulgação de dados sobre a situação alimentar e estado nutricional dos povos indígenas. A partir dos pólos-bases os dados de crianças menores de 5 anos, aleitamento materno e de gestantes são enviados das aldeias para os pólos e daí para o departamento sanitário especial indígena Guamá-Tocantins (DSEI-GUATOC). O DSEI-GUATOC compreende os municípios de Oriximiná, Paragominas, Marabá, Capitão Poço e Santa Luzia, atendendo um total de 7.148 indígenas.


EQUIPE

UFPA

Professoras

Rosilene Costa Reis

Ana Paula Pereira de Oliveira

Bolsistas

2014

Ianne Raquel

2013

Amanda Souza

2012

Paula Catharina Moraes Pereira

Larissa da Silva Santos

Gizele Pantoja


FUNASA

Sheila Reis Oeiras Santos – Nutricionista Supervisora